Entrevista com o diretor, professor e bonequeiro Mauro Rodrigues. No início da entrevista abordamos sua iniciação teatral, a formação do Grupo Meta, e o seu envolvimento com o movimento estudantil, o teatro amador do início dos anos 80, a relação entre a censura militar e atuação política-artística. No segundo momento a produção cultural contemporânea no Brasil e suas políticas de incentivo à cultura é o foco da entrevista. Contradições entre o público e o privado na cultura brasileira, saber científico e saber popular são tensões produtivas da prosa.