Assista ao vídeo-resumo da edição do Sarau de outubro:

Vídeo Não Estacione: Sarau na Garagem outubro 2012


Fotos do curta “Meu pai” que integra a programação da Mostra de curtas.

Não Estacione: Sarau na Garagem

Evento realizado pela colaboração entre o Espaço Cultural Vila Brasil , a cia. Teatro de Garagem e artistas locais das mais variadas linguagens artísticas. Se você artista se interessa em apresentar seu trabalho, fica a vontade e envie email para teatrodegaragem@gmail.com. Confira a programação deste domingo dia 28 de outubro (logo abaixo). Curtas-metragens da Bahia-Londrina, palhaço com o Ritalino, roda de choro, Gypsy Trio, Operário em Construção por Fábrica do Teatro do Oprimido, A Profecia do Espírito Feminino por Grupo Elity Trans, a instalação Contra (o) Tempo: ateliê é casa — e está aberta (a partir das 14h) de Carolina Sanches. É só chegar!!

Quanto?!: Entrada Gratuita

:Quando: Domingo — 28/10/12

Horas: a partir das 18h-22h

Onde=: Espaço Cultural Vila Brasil (rua Uruguai esq. com Venezuela 1656/ Ônibus 200 para chegar)

Mostra de Curtas Independentes

A Melhor Idade de Adriano Big, A Falência da Família Cristã de Thyago Bezerra, Meu Pai de Camila Ribeiro, Nóia de Rafael Villanueva, Recordar é Viver de Gabriel Machado e Amor em Preto e Branco de Rose de Moraes. (ver abaixo sinopse).

Música

Roda de Choro

Gypsy Trio

Teatro

Palhaço Ritalino

A Profecia do Espírito Feminino — Grupo Elity Trans

Operário em Construção — Fábrica do Teatro do Oprimido

Instalação

Contra (o) Tempo: ateliê é casa — e está aberta (a partir das 14h) de Carolina Sanches

REALIZAÇÃO:

TEATRO DE GARAGEMQUINTAL DA VILA

Sinopse dos curtas

Sinopse: A Falência da Família Cristã:Um surto libertário.
Um grito contra a moral e os “bons” costumes de nossa sociedade.

Sinopse “A Melhor Idade”: A Melhor Idade, mistura imagens documentais com ficção para abordar um dia na vida de três idosos, indo do estereótipo a uma abordagem diferenciada, desconstruindo preconceitos, paradigmas e a ditadura da imagem. (Filme vencedor do Festival nacional do 5 minutos 2012)

Sinopse “Recordar é viver!”: Sobrevivente dos porões da Ditadura Militar, tem seu presente invadido por lembraças amargas que fazem com que ele reviva os horrores da tortura e dos fatos obscuros que lhe aprisionam, marcando eternamente sua alma. Os fragmentos dessas memorias são livremente inspirados nos relatos que sobrevivem nesse periodo da nossa história.

Sinopse “Meu Pai”: Entre a caça e a atuação pai e filho enfrentam-se no palco de uma floresta. Adaptação de “Rastro Atrás” de Jorge Andrade trata da relação pai e filho e da necessidade de seguir seus próprios passos.

Sinopse “Nóia“
Vivemos em um lugar onde as fechaduras, os trincos, as portas e os cadeados são as garantias de um sono tranquilo